Mês: janeiro 2017

YouCat Online – YouCat Online – Como o Matrimônio é ameaçado?

O que realmente ameaça o matrimônio é o pecado; O que o renova é o perdão; O que o fortalece é a oração e a confiança na presença de Deus.
O conflito entre os homens e as mulheres, que por vezes leva ao ódio mútuo especialmente no casamento, não é um sinal de incompatibilidade dos sexos; também não existe uma disposição genética para infidelidade, nenhum especial impedimento psíquico para uniões perpétuas. Muitos casamentos são danificados por uma carente cultura de diálogo e de atenção. A isso se acrescenta problemas financeiros e econômicos. Um papel decisivo, porém, tem a realidade do pecado: o ciúme, o despotismo, a polêmica, a avidez, a infidelidade e outras forças destruidoras. Por isso, fazem essencialmente parte do casamento o perdão e a reconciliação, mesmo através da confissão.

Caminhando com Maria, a Mãe de Deus

Em 2017 comemoramos os 300 anos da aparição da imagem de Nossa Senhora Aparecida, no rio Paraíba do Sul. Em razão disso, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) instituiu o Ano Nacional Mariano. A mensagem que institui o Ano Nacional Mariano nos diz que este é um ano para “celebrar, fazer memória e agradecer”. Fazer memória não é somente lembrar-se de algo que aconteceu e ficar nostálgico por isso, mas deixar que aquela memória, à luz do amor de Deus, gere em nós fé, esperança e caridade.

Fazendo memória da história da nossa salvação, não há como não olhar para a pessoa de Maria, Mãe de Deus e nossa. Através da resposta de Maria ao chamado de Deus, “o Verbo se fez carne e habitou entre nós” (cf. Jo 1, 14), pela intercessão de Maria, o casal das bodas do Evangelho e seus convidados provaram do melhor vinho (cf. Jo 2, 1-12), na Paixão de Nosso Senhor Jesus Cristo, no Pentecostes… Maria sempre esteve presente! Também na nossa vida podemos experimentar a graça de Deus pela intercessão da Virgem Maria.

Deus separou Maria desde toda a eternidade para gerar nela o Filho de Deus, e “nos escolheu nele antes da criação do mundo, para sermos santos e irrepreensíveis, diante de seus olhos” (cf. Ef 1, 4). Assim como teve com Maria, Deus tem pra nós um plano desde antes da criação do mundo. Na pessoa de Maria, a consagrada, separada a Deus por excelência, nós encontramos um auxílio seguro para viver esse plano que Deus tem para nós. Para sermos santos, ou seja, para conseguirmos viver o plano de Deus a nosso respeito, precisamos ser educados pela Mãe de Deus. Precisamos recebê-La como nossa mãe, como o fez João (cf. Jo 19, 27). Maria, que nutriu Jesus, é aquela que irá nos nutrir, nos ensinar a viver este “fazer memória” das maravilhas de Deus em nossa vida e em toda a história. E, fazendo memória com Maria, ela, que é Mãe e conhece as necessidades de seus filhos, nos alimentará com toda a graça de Deus, para que o Espírito Santo nos ajude a viver aquilo que somos: imagem e semelhança de Jesus. Fazendo memória com Maria, entoaremos um louvor a Deus, que realizou em nós maravilhas e cujo nome é Santo! Sejamos nós mesmos o louvor que queremos dar a Deus.